GDIP promove seminário Desafios do Direito Internacional Privado na Sociedade Contemporânea

Ferramentas
Tipografia

Evento na Faculdade de Direito da UnB ocorre entre os dias 13 e 16 e tem inscrição gratuita

A Universidade de Brasília (UnB) sedia entre os dias 13 e 16 de março o seminário Desafios do Direito Internacional Privado na Sociedade Contemporânea. O evento é uma realização do Grupo de Estudos de Direito Internacional Privado, Comércio Internacional e Direitos Humanos (GDIP) e contará com a participação de professores de universidades do Brasil e do exterior e de profissionais da área de direito internacional (veja programação aqui).

O principal objetivo do evento é promover debates acadêmicos teóricos e práticos sobre os problemas contemporâneos das relações privadas transnacionais. Serão discutidas as atuais normas de direito internacional privado nacionais e internacionais em matéria civil e comercial e os diversos métodos para se buscar soluções aos litígios transnacionais na atualidade. O seminário é o primeiro evento do tipo realizado na região Centro-Oeste.

Durante os três dias, os participantes vão promover diálogos sobre os novos problemas da sociedade moderna e fomentar pesquisas sobre os conflitos de jurisdição, lei aplicável às situações jurídicas internacionais e contratos, para assegurar o direito das pessoas para o reconhecimento e execução de decisões estrangeiras. Por fim, o seminário também objetiva capacitar estudantes de graduação, pós-graduação e profissionais da área e estimular reflexões sobre os diversos aspectos do direito internacional privado.

Podem participar do seminário estudantes de graduação, pós-graduação e profissionais do direito. As inscrições devem ser realizadas pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. .

Direito_Internacional_Privado_13a16mar FIM.jpg

Os interessados devem informar nome completo, perfil (estudante de graduação, de pós ou profissional) e telefone de contato. Para os estudantes de graduação, a participação será reconhecida como atividade de extensão ou complementar. Haverá declaração de participação.